out 04, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Desde os primeiros trailers, dava para perceber que Liga da Justiça seria um filme com uma escala épica. Agora, em uma entrevista à revista Empire, Ben Affleck declarou que é o maior filme de sua carreira:

Esse filme tem uma escala maior do que todos os projetos da minha carreira. É gigantesco em termos de elementos visuais.  Isso é algo que Zack faz muito bem, é algo admirável.

No filme, após a morte do Superman, Bruce Wayne reavalia seus métodos extremos e passa a procurar heróis para formar um time de combatentes para defender a terra de todos os tipos de ameaça. Os heróis então enfrentarão o Lobo da Estepe, o braço direito do senhor da guerra alienígena, Darkseid, que está procurando três artefatos escondidos na Terra. A direção era de Zack Snyder, que agora foi substituído por Joss Whedon.

Liga da Justiça estreia 16 de novembro nos cinemas brasileiros.

Fonte

out 03, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Em uma entrevista com a Empireo elenco de Liga da Justiça falou sobre algumas coisas, como o tom mais leve do filme e a saída de Zack Snyder da direção. Com o filme da equipe da DC chegando aos cinemas no final do ano, a revista perguntou ao Ben Affleck, que interpreta o Batman no Universo Expandido, se ele achava que o filme poderia superar Vingadores: Guerra Infinita, que estreia em maio do próximo ano.

“Acho que tira um pouco da pressão do filme, em termos de precisar definir o universo DC. Não parece que o mundo inteiro está sobre nossos ombros,” disse o ator, deixando claro que o não está preocupado em superar o filme da Marvel e também explicando como que a DC não está pressionando seus filmes para se tornarem um universo cinematográfico sempre tendo conexões.

Liga da Justiça estreia nos cinemas dia 16 de novembro de 2017.

Fonte

out 03, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Ben Affleck falou sobre o curioso caso do bigode de Henry Cavill durante entrevista à Empire. Sem perder a piada, o ator afirmou:

“Ele parecia um ator pornô dos anos 1970, mas com um corpo melhor. É uma abordagem diferente do Superman.”

Contratualmente, Cavill não pode tirar o bigode devido às filmagens de Missão: Impossível 6. Por isso, depois das refilmagens de Liga da Justiça, Warner terá que tirá-lo na pós-produção.

Liga da Justiça tem no elenco Ben Affleck (Batman), Gal Gadot (Mulher-Maravilha), Henry Cavill (Superman), Jason Momoa (Aquaman), Ray Fisher (Ciborgue), Ezra Miller (Flash), Amber Heard (Mera), Willem Dafoe (Vulko), J.K. Simmons (Comissário Gordon), Jeremy Irons (Alfred) e Amy Adams (Lois Lane), entre outros, e previsão de estreia para 16 de novembro.

Fonte

set 28, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Filme chega aos cinemas em novembro.

O filme da “Liga da Justiça” tem a difícil missão de firmar o universo cinematográfico da DC. Entre erros e acertos, estes filmes ainda não conseguiram se consolidar, e o público aguarda uma natural evolução. Mas de acordo com Gal Gadot (“Vizinhos Nada Secretos”) e Ben Affleck (“A Lei da Noite”), essa evolução já será sentida pela forma como seus personagens (Mulher-Maravilha e Batman, respectivamente) irão aparecer no próximo filme. Os dois conversaram com a US Weekly e falaram sobre como os dois heróis estão mais maduros em “Liga da Justiça”.

Sobre a Mulher-Maravilha, Gadot comentou:

“Ela cresceu, afinal, se passou um século! Ela trará suas qualidades específicas à dinâmica do grupo e ela entende o inimigo melhor do que qualquer um deles.”

Já Ben Affleck disse:

“Em Batman vs. Superman, ele estava numa situação tão ruim. Mas, em Liga da Justiça, ele encontra a esperança novamente. Ele precisa se abrir e jogar bem com os outros. Ele sabe que precisa deles. Ele realmente está tentando fazer isso funcionar e desenvolver um bom relacionamento com todos. Ele pode ser um mentor para o Flash.”

Em “Liga da Justiça”, mais uma vez, Mulher-Maravilha (Gal Gadot, de “Mulher-Maravilha”) terá de demonstrar suas habilidades como uma feroz guerreira. Diante de um novo grande inimigo, ela e Batman (Ben Affleck, de “A Lei da Noite”) unem forças para recrutar um grupo de meta-humanos e deter a ameaça, que acaba de despertar. Formando uma Liga de heróis sem precedentes, eles partem para salvar o planeta de um ataque de proporções catastróficas.

O elenco conta também com Jason Momoa (“Loucos e Perigosos”) como Arthur Curry/Aquaman, Henry Cavill (“Castelo de Areia”) como Clark Kent/Superman e Ray Fisher (“Batman V Superman: A Origem da Justiça”) como Victor Stone/Ciborgue.

“Liga da Justiça” estreia em 16 de novembro de 2017.

Fonte

ago 20, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Durante uma entrevista sobre “Liga da Justiça” para o Entertainment Weekly, o ator Ben Affleck comparou o quanto Batman mudou desde “Batman vs. Superman – A Origem da Justiça”. Segundo ele, a nova fase do herói nos cinemas será mais voltada para o que os fãs já estão acostumados nos quadrinhos.

“No filme anterior, Batman divergiu um pouco do tradicional. Ele começa o filme com toda aquela ira direcionada ao Superman, por causa dos colegas que morreram na luta com Zod. Ele ficou cego pela raiva, de uma maneira um tanto irracional. Agora ele será mais tradicional e heroico. Faz as coisas do seu jeito, porém quer salvar as pessoas, ajudá-las”, afirmou. 

Segundo a EW, Bruce Wayne se encontra em uma situação à qual não está acostumado: trabalhar com outras pessoas. No final de “BvS”, ele e Diana Prince se juntaram para encontrar outros heróis, listados nos arquivos de Lex Luthor. Sobre isso, Affleck declarou o seguinte:

“Ele é colocado nessa posição de ter que entrar em contato com outras pessoas, encontrá-las, convencê-las a fazer algo. Parte do conflito do filme é se o time vai se juntar ou não. É bem diferente do tom do outro filme”. 

Dirigido por Zack Snyder (“Batman vs Superman: A Origem da Justiça”), com adição de Joss Whedon (“Vingadores: Era de Ultron”) na pós-produção, o longa conta com Ben Affleck (“A Lei da Noite”), Gal Gadot (“Vizinhos Nada Secretos”), Jason Momoa (de “Game of Thrones”), Ray Fisher (da peça “Fetch Clay, Make Man”) e Ezra Miller (“As Vantagens de ser Invisível”) para dar vida aos heróis.

“Liga da Justiça” chega ao Brasil em 16 de novembro de 2017.

Fonte

ago 15, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Em entrevista à revista Entertainment Weekly, o ator Ben Affleck, que reprisará o papel do Batman em Liga da Justiça, comentou sobre os trabalhos de Zack SnyderJoss Whedon na direção do filme.

“Essa mudança que ocorreu é um pouco ortodoxa. Zack teve uma tragédia familiar, e se retirou, o que foi horrível. Pelo filme, a melhor pessoa que poderíamos ter encontrado foi o Joss. Nosso filme será o resultado de um interessante produto de dois diretores, ambos com visões únicas, ambos com decisões realmente marcantes. Eu nunca tinha tido essa experiência antes fazendo um filme. Tudo que posso dizer é que amo trabalhar com Zack e adoro as coisas que fizemos com o Joss,” disse Ben Affleck.

O ator também derrubou os rumores que as refilmagens de Liga da Justiça indicariam problemas com o filme:

“Em todas as produções que trabalhei, sempre teve refilmagens. Em Argo, nós fizemos refilmagens por uma semana e meia. Em Medo da Verdade, foram quatro dias. Estou confiante que Liga da Justiça reflete as melhores ambições do Universo Estendido da DC. Tem sido um ótimo momento trabalhar com a DC. Eles estão atingindo seus objetivos. Eles estão fazendo isso certo. O DCEU está começando a demonstrar que está realmente funcionando.”

Liga da Justiça chega aos cinemas no dia 16 de novembro.

Fonte

jul 23, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Durante o painel da Warner na San Diego Comic-Con foram divulgadas muitas novidades, desde trailer da Liga da Justiça e confirmação da sequência de Mulher-Maravilha até Ben Affleck negando boatos de que não será mais o Batman nos cinemas.

Veja o vídeo de Ben Affleck negando os rumores de que deixaria de ser o Batman dos cinemas:

“Sou o cara mais sortudo do mundo. O Batman é a parte mais legal desse universo.”

Confira abaixo o novo trailer de Justice League (Comic-Con Sneak Peek):

Veja as fotos na nossa galeria:

Aparições & Eventos > 2017 > San Diego Comic Con | 22-07

 

Para mais fotos e informações, visite o nosso Twitter.

jul 19, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

De acordo com a Variety, Ben Affleck não estará mais no elenco de Triple Frontier, thriller ambientado na tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. Não há detalhes sobre os motivos, porém, tudo indica que Ben quer passar mais tempo com sua família.

Affleck era cotado para o elenco ao lado de seu irmão, Casey Affleck, depois que o filme foi da Paramount para a Netflix e também perdeu outros dois nomes: Channing Tatum e Tom Hardy.

O longa passa por vários problemas desde o começo do projeto. O diretor J.C. Chandor assumiu Triple Frontier após várias tentativas de produção que não deram certo. Will Smith e Johnny Depp foram citados anteriormente como possíveis nomes no elenco, mas também não foram confirmados. Agora, com a saída também de Affleck, não há data prevista para o começo dos trabalhos.

A Tríplice Fronteira é a turbulenta zona fronteiriça entre Argentina, Brasil e Paraguai, onde o rio Paraná converge com o rio Iguaçu. A região é um pesadelo para as autoridades e ponto de encontro entre crime organizado e terrorismo.

Fonte

jul 18, 2017
Publicado por: Higor
Nenhum Comentário

Ben Affleck esteve presente na premiação do Starkey Hearing Foundation em St. Paul, Minnesota, no domingo (16) à noite . O ator-diretor foi homenageado pelo Prêmio Anual de Caridade por seu trabalho humanitário de longa data com Eastern Congo Initiative.

Affleck diz às pessoas que trabalhar com o povo congolês tem sido “uma das maiores e mais inspiradoras experiências da minha vida”. (Veja mais em suas perguntas e respostas abaixo).

A Starkey Hearing Foundation, que traz aparelhos auditivos para pessoas necessitadas nos EUA e em todo o mundo, levanta milhões de dólares com o evento anual, onde este ano Steven Tyler e Darius Rucker se apresentaram.

Em 2009, Ben fundou a ECI, uma organização de concessão e advocacia focada em investir e trabalhar com o povo do leste do Congo. Um dos muitos projetos do grupo tem se associado com a Starkey Hearing Foundation para trazer aparelhos auditivos que mudam a vida para as pessoas na área devastada pela guerra. Ele também testemunhou ante o Congresso quatro vezes para defender o envolvimento internacional dos EUA e o Congo no Congo.

Antes do evento, Ben respondeu algumas perguntas sobre o seu trabalho no Congo:

Recentemente você visitou o Congo pela décima vez. Quais foram algumas das pessoas mais memoráveis ​​que conheceu nessa viagem?

No mês passado passei uma tarde com um grupo de mulheres e meninas em Goma que sobreviveram a terríveis violências sexuais. A mais nova tinha apenas sete anos. É impressionante e inconcebível. Mas, diante do estigma e da intimidação, essas mulheres e meninas estão trabalhando com nosso antigo parceiro local DFJ [Dynamique des Femmes Juristes, que defende os direitos das mulheres] para provocar uma verdadeira justiça. Para se levantar no tribunal, não só em nome de si mesmas, mas de suas irmãs, suas filhas, suas comunidades… Você gasta tempo com essas mulheres e meninas – você ouve suas histórias, e palavras com coragem tomam um novo significado.

O que você conta aos seus filhos [Violet, 11, Seraphina, 8 e Samuel, 5] sobre suas viagens ao Congo? Como você os relacionam com as pessoas que você está ajudando e com o trabalho que você está fazendo?

Eu acho que ajudar meus filhos a expandir sua consciência sobre outras culturas, lutas e questões fora de sua própria e fora de nosso país é uma das responsabilidades mais importantes que tenho como pai e como cidadão – agora mais do que nunca, por isso a faço. Com cada viagem que faço, eu sempre tento ter em mente que não só tenho a chance de encorajar mudanças positivas no Congo quando eu vou, mas também elevar um nível de apreciação, consciência, empatia e reciprocidade dentro da minha própria casa. Por sua vez, meus filhos são incríveis – sempre perguntando um milhão de coisas, querendo ver fotos e ouvir histórias. Mal posso esperar que eles tenham idade suficiente para experimentar o Congo por si mesmos.

O que te deixa mais esperançoso sobre o país e o trabalho que você está fazendo lá?

Mais do que tudo, é o trabalho árduo e o empenho dos congoleses em melhorar seu país. Ver a paixão e a capacidade de tantos que desejam trazer um futuro melhor para seus filhos e comunidades é uma das maiores e mais impressionantes experiências da minha vida até agora. Eu mantenho o trabalho do Eastern Congo Initiative em facilitar a ascensão do café (a especialidade do Congo) ao mercado global como uma alegria particular – tem sido incrível ver o que a dedicação desses agricultores, suas cooperativas engenhosas e o investimento socialmente consciente da Starbucks podem fazer para transformar a região.

Você e a Eastern Congo Initiative se associaram com a Starkey Hearing Foundation há anos – por que o acesso das pessoas a meios auditivos é tão importante? Você conheceu alguém ajudado pelos aparelhos auditivos?

HEAL é um hospital de gestão congolesa no coração de Goma, e nós apoiamos seus esforços para não só fornecer tratamento, mas para treinar novos profissionais de saúde para ajudar a aumentar esse atendimento para mais de 42.000 mulheres e crianças. HEAL também é um parceiro vital das missões de audição da Starkey para o Congo, que deu o dom de ouvir a mais de 1300 pacientes e forneceu consultas e apoio para mais centenas de pessoas. É o deleite da vida ver quando alguém ouve pela primeira vez. A Starkey Hearing Foundation possui anjos.

Ben recebeu o mesmo prêmio que sua ex-esposa Jennifer Garner recebeu no passado. Sua filha de 11 anos, Violet, brincou quando a família descobriu que ele receberia o prêmio:

“Quando eu disse à minha filha mais velha que eu ia ganhar esse prêmio, ela disse: ‘Sim, papai. Mamãe já tem esse”, disse Ben durante seu discurso.

Confira em nossa galeria algumas fotos da passagem de Ben pela premiação:

Aparições & Eventos > 2017 > Starkey Hearing Foundation | 16-07

Fonte

jul 14, 2017
Publicado por: Emmy
Nenhum Comentário

O Universo Estendido da DC pode ter dado um grande passo na direção certa com a Mulher-Maravilha de Patty Jenkins, mas ainda há um longo caminho para a divisão de filmes de super-heróis da Warner Bros. Um dos projetos mais problemáticos da franquia foi, ironicamente, um dos mais esperados, The Batman. Após a saída de Ben Affleck como diretor, o filme encontrou um novo piloto em Matt Reeves.

Infelizmente, o projeto deu mais alguns passos para trás. Enquanto as mentes criativas por trás do projeto asseguraram aos fãs que o filme está bem encaminhado, os vários atrasos e a falta de uma data de lançamento deixou o fandom preocupado com o futuro do filme. Esses problemas estavam nos dizendo que Bruce Wayne simplesmente não teria chance de voar sozinho no DCEU?

Felizmente, não parece que seja assim. Uma excelente notícia agora sugere que o filme tenha uma estrutura criativa muito mais forte do que pensávamos.

Matt Reeves fez uma aparição no podcast Happy Sad Confused da MTV. Lá, ele revelou algumas informações surpreendentes: o roteiro original de The Batman, escrito por Geoff Johns, Ben Affleck e Chris Terrio, tinha sido descartado. Em vez disso, Reeves está começando do zero com uma nova história inteira.

“É uma nova história. Está apenas começando novamente. Estou entusiasmado com isso. Eu acho que vai ser muito legal.”

Uau. Isso nos deixa com muitas perguntas, sendo a principal se o Joe Manganiello ainda será parte do projeto. Curiosamente, ele expressou dúvidas quanto à sua parte alguns meses atrás. Agora, tenha em mente, há muito pouca informação à nossa disposição sobre a história para fazer um palpite. Então, em vez disso, vamos nos concentrar em como as coisas chegaram a esse ponto. Pode ser difícil acreditar que Geoff Johns e Ben Affleck desistiram de seu script com tanta facilidade, mas não foi um caminho fácil para chegar lá.

De acordo com o Splash Report, Reeves disse a Geoff Johns e à Warner Bros que queria um controle criativo total sobre o projeto e rejeitou trabalhar com o roteiro de Affleck, Johns e Terrio. Felizmente para o diretor, o estúdio finalmente concordou com seus termos:

“Quando eu entrei, o que eu disse foi:” Olhe. Antes de tudo, você está me perguntando se eu estou interessado nesta franquia. Estou […] sempre gostei desde que eu era criança. Mas aqui está a maneira pela qual eu estou interessado nela. E se você não está interessado nessa maneira, então está tudo bem. E a boa notícia foi, eles disseram: “Sim, estamos realmente interessados nesse jeito”.

Reeves continuou a explicar que sua prática de ser completamente claro com os estúdios e aderir à sua visão vem de seu desejo de trabalhar em algo que ele realmente era apaixonado, em oposição a algo que foi imposto pelos outros:

“Você gasta muito do seu tempo colocando-se em algo, e se não funcionar, é um pesadelo, certo? Eu posso falhar por todas as razões por causa de mim. Eu não quero falhar por causa de algo que eu não acredito em primeiro lugar – porque não vou saber como fazê-lo […] É assim que tenho que fazer isso para que eu me sinta confiante nas minhas escolhas. E, por isso, estou feliz, mesmo que seja de uma maneira um pouco rabugenta”

 

1 2 3 4 5 6 41